Lago Ness e as Highlands Escocesas

Já que estava na Escócia, não poderia deixar de ir conhecer o Lago Ness e dar uma passeada pelas Highlands. Como não alugamos carro, para que ficasse mais prático decidimos pegar um tour de um dia, saindo de Edimburgo de manhã cedo e voltando somente à noite.

O Lago Ness, ou “Loch Ness”, em gaélico, fica próximo à cidade de Inverness, que fica muuito mais ao norte que Edimburgo. O que tem de especial lá: nada. O único motivo pelo qual ele ficou tão conhecido e acabou virando atração turística é por conta da história do monstro mesmo. O lago é bem grande e é um dos mais fundos da Escócia (acredite ou não, já se deram ao trabalho de fazer um rastreamento no lago para saber de uma vez se tem ou não tem monstro lá dentro).

Eu, de olho.

Eu, de olho no lago.

Existe a opção de fazer um tour pelo lago em um barco, onde o cara (ou o áudio-guia) vai contando as famosas histórias de Nessie. O tour dura 1,5h, se não me engano, e passa pelas ruinas de um castelo que fica à beira do lago, o que dá uma paisagem bem bonita. Optamos por não fazer o tour e ficar esperando na beira do lago até dar a hora de voltar para o ônibus, mas aí a gente cansou de ficar lá e decidiu dar uma volta para explorar o lugar. E não é que encontramos uma trilha bem interessante? A trilha vai pelo meio da floresta e tem vários pontos bem altos onde dá pra parar e ter uma vista bem bonita do lago. Acho que foi essa trilha que salvou, porque o lago em si não tem realmente nada de interessante e nem é muito bonito. Se quer conhecer um lago bem bonito na Escócia, procure um tour para o Loch Lomond que vale mais a pena.

O Lago Ness visto da trilha.

O Lago Ness visto da trilha.

Na trilha.

Foto ~espontânea~ na trilha.

A parte que mais gostei do tour foi quando passamos pelas Highlands, aquelas montanhas liindas e cobertas de verde, as vezes à beira de algum laguinho e com aqueles murinhos de pedra que a gente vê no filme Coração Valente. Por sinal, o filme foi citado pelo guia ao menos umas 20 vezes durante a viagem (apesar de ele estar inconformado pelo fato de terem colocado um Australiano – Mel Gibson- para fazer o papel de William Wallace).

O caminho todo é bem bonito e por isso o ônibus faz algumas paradas para tirar fotos. Uma dessas paradas é em Glencoe, que é um local com uma história bem triste. Já falei aqui um pouco sobre as tradições escocesas, dos Clãs (que são tipo família) e dos Kilts, etc. Pois bem, era nos arredores desse local que moravam os membros do clã dos MacDonald, em 1600 e tanto.

Glencoe.

Glencoe.

Um dia, um grupo de soldados de um regimento que passava por ali pediu abrigo e foi prontamente acolhido pelos MacDonalds, já que a hospitalidade é uma coisa tipica nas Highlands. O grupo ficou com eles por alguns dias, convivendo com eles, comendo com eles, jogando, etc, e, de repente, enquanto todos dormiam, os soldados organizaram um massacre, que resultou na morte de todos os membros da família, homens, mulheres e crianças, acabando de vez com o clã dos MacDonalds.

O relato é bem triste e tem várias explicações políticas por trás do ocorrido (shame on you, ingleses, que já fizeram a Escócia sofrer bastante!), mas, de fato, é algo que está bem marcado na história deles, e que teve impacto na relação dos clãs com o governo – eles foram proibidos de usar as sainhas e tudo o mais… 😦

E por último, a parte mais legal do tour, que foi a hora que a gente conheceu as vaquinhas cabeludas de pelúcia <3. Fiquei torcendo muito para não chover e para elas estarem alegres e receptivas às visitas, já que dizem que tem épocas em que elas ficam emburradas e não saem de dentro das casinhas para a tristeza dos turistas. Mas, sim, consegui vê-las bem de pertinho, pois quando chegamos elas estavam lá fora comendo, e quando terminaram elas ficaram ali pela beira da cerca encarando todo mundo. Tirei várias fotos, até que não aguentei mais o fedor delas e saí de perto, haha.

Elas comendo cenoura com farofa pra ficarem bem gordinhas.

Elas comendo cenoura com farofa pra ficarem bem gordinhas.

Me encarando.

Me encarando.

O tour completo dura mais de 12h e é até meio cansativo, mas vale muito a pena. A empresa que contratamos foi a Timberbush, que tem sede na Royal Mile, próximo ao Castelo de Edimburgo. Compramos o tour um dia antes, lá na empresa mesmo, pagamos £39 cada com desconto de estudante (o valor normal era £41). O transporte é em um ônibus pequeno para 32 pessoas e bem confortável. O guia é o próprio motorista, o nosso foi um velhinho escoces que não parava de falar 1 minuto, sabia a história de cada árvore, cada poste, lago, casa que estava pelo caminho (dormi horrores enquanto ele contava as histórias e até desejei que ele calasse a boca um pouquinho na volta pois estava com muito sono, hehe). No geral, gostei bastante dessa empresa e recomendo :).

Beijos!

Lenita

Anúncios